page contents Belleza Hombres Integral : Cosmética | Estética | Lifestyle: DRENAGEM LINFÁTICA

DRENAGEM LINFÁTICA



O sistema linfático é constituído por vários órgãos linfoides e vasos linfáticos que produzem e transportam a linfa, dos tecidos para a circulação sanguínea, de modo a facilitar a eliminação de toxinas do organismo.
O sistema linfático também é responsável pela remoção do excesso de líquido existente nos tecidos do nosso corpo, além de produzir e transportar células de defesa, tais como os monócitos, os linfócitos e os plasmócitos (células produtoras de anticorpos), essenciais para o bom funcionamento do nosso sistema imunitário. A linfa transporta também os ácidos gordos e as macromoléculas para o sistema circulatório.
Quando um vaso linfático se encontra obstruído ou se acumula líquido numa determinada zona, provoca o chamado edema, comprometendo o sistema linfático. Isto pode ocorrer por vários motivos: na gravidez, devido ao aumento da quantidade de sangue que circula, na inflamação dos tecidos por traumatismo ou ainda, por acumulação excessiva de gordura que comprime os vasos sanguíneos e linfáticos.
A drenagem linfática não é mais que uma técnica de massagem que tem como finalidade promover a circulação linfática, isto é, drena o líquido acumulado entre as células dos tecidos para os vasos linfáticos, através de massagem, transportando esse mesmo líquido até ao coração onde passa para a circulação sanguínea e posteriormente é eliminado através da urina.
É indicada nos casos onde existe retenção acentuada de líquidos no corpo (observação de zonas edemaciadas e que frequentemente provocam dor), além de ser ótimo para a estimulação do sistema imunitário e circulatório. Também é usada como técnica auxiliar na redução de celulite e gordura localizada.
A drenagem linfática pode ser executada manualmente, mecanicamente ou por electroestimulação.
A drenagem linfática manual é feita através de movimentos lentos, precisos, de baixo para cima, rítmicos e de pressão moderada, sem provocar dor.
A técnica manual é a mais aconselhada no pós-operatório de cirurgias plásticas como a lipoaspiração ou a lipoescultura. Nestes casos, o objetivo principal é reduzir o edema rapidamente, sem causar lesão (a pressão aqui exercida é específica para cada pessoa).
Tradicionalmente, a drenagem manual não utiliza cremes, podendo estes serem usados apenas com o propósito de facilitar o deslizamento das mãos de quem massaja.
A drenagem mecânica pode ser realizada por vacuoterapia, endermoterapia ou pressoterapia, de modo a aumentar a circulação periférica e estimular o metabolismo.
A drenagem por electroestimulação recorre ao uso de ultrassons, sonoelectroporação ou sonoforese tridimensional.
Existe também a drenagem linfática por pressoterapia onde é colocada uma manta de ar, aquecida, que vai comprimindo e relaxando o corpo ao longo da sessão.
Qualquer uma das técnicas de drenagem linfática aqui mencionadas são eficazes, e a sua escolha será direcionada para a técnica que melhor se adapte a cada caso em particular.
Tenha em atenção o local que escolhe para realizar esta técnica. A escolha de pessoal qualificado é essencial para se obter os resultados esperados.
Ao optar pela drenagem linfática, recomenda-se um mínimo de 10 sessões.